Índice glicêmico

O índice glicémico (IG) é uma das formas de classificação dos carboidratos, em uma escala de 0 a 100 de acordo com a velocidade com que os mesmos conseguem aumentar os níveis de glicose sanguínea após uma refeição. Os alimentos com um elevado IG são aqueles que são rapidamente digeridos e absorvidos, resultando em flutuações rápidas nos níveis de açúcar no sangue. Alimentos com IG baixo, em virtude de sua lenta digestão e absorção, produzem aumentos graduais de açúcar e insulina plasmáticos, beneficiando a saúde. Dietas com baixo índice glicêmico têm sido recomendadas para melhorar não só a glicemia mas também as taxas de gordura plasmáticas, principalmente em indivíduos com resistência à insulina, diabéticos, cardiopatas e pessoas que precisam controlar o peso. A Organização Mundial da Saúde (OMS) e a Organização para Agricultura e Alimentação (FAO) recomendam que a alimentação inclua uma variedade de alimentos com baixo IG, a fim de prevenir as doenças mais comuns nos países industrializados, justamente as  coronarianas, diabetes e obesidade. Eu gosto muito deste tipo de abordagem mas confesso que não sou muito criativa na cozinha, por isso vivo pesquisando receitas com o índice glicêmico mais baixo. Outro dia recebi da PubliFolha um dos livros da coleção Dieta do Baixo Índice Glicêmico, que traz novas idéia de preparações, como a cebola roxa recheada com cogumelos, bolinhos de castanha do pará e sementes de girassol, tortilha de beterraba e grão de bico, e por aí vai. Vale a pena conferir.

Saiba mais:

- O que é índice glicêmico:

http://dicasdanutricionista.com.br/2008/03/13/o-que-e-indice-glicemico/

- Fique de olho no índice glicêmico:

http://dicasdanutricionista.com.br/2010/04/14/fique-de-olho-no-indice-glicemico/

- Site da Universidade de Sidney com informações sobre o IG:

http://www.glycemicindex.com/index.php